Domingo
15/09/2019
Governo formaliza contraproposta; assembleia vai decidir fim da greve dos servidores paranaenses
publicado em: 13/07/2019 - 07:45h

   O governo do Estado apresentou ao movimento grevista do Paraná uma contraproposta de reajuste. Manter os 5,08% de reposição, parcelados até 2022, porém, com pagamento em 2% para janeiro.

   A oferta inicial do governo era de 0,5% em outubro e 0,5% em janeiro. 

   No site do oficial do governo, a apresentação da proposta foi divulgada como simbolizando o "fim de greve".

   Contudo, para que isso ocorra depende ainda que o FES (Fórum Estadual dos Servidores) delibere a proposta em assembleia.

   Ela deve ocorrer na manhã deste sábado (13), em frente ao Palácio Iguaçu.


REPOSIÇÃO DE AULAS

   Em nota, o Estado diz que haverá reposição de aulas na rede estadual dos , principal serviço público prejudicado pela ação de movimentos grevistas. O trabalho deverá ser realizado durante o período de recesso escolar. Caso não haja reposição de horas e aulas, haverá aplicação de faltas, com desconto em folha dos dias parados.


CONCURSOS 

   A proposta apresentada pelo governador confirma a realização de concursos públicos para seleção de 2.560 policiais militares, 400 policiais civis (50 delegados, 50 papiloscopistas e investigadores), 96 peritos e médicos para a Polícia Científica, 1.269 agentes de cadeia, 400 profissionais da Saúde, 80 para a Agência de Defesa Agropecuária e 988 professores.

   Também foram previstos concursos para contratação de servidores para o Quadro Próprio do Poder Executivo (QPPE), que inclui profissionais para a Administração Direta, para o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) e para o Teatro Guaíra.

Fonte: CATVE
Contato: [email protected]
VOLTAR
IMPRIMIR
ENVIAR
X
Meu Nome:
Meu E-mail:
Para:
E-mail:
Mensagem: