Domingo
15/09/2019
Professores e servidores de escolas estaduais aprovam suspensão de greve
publicado em: 14/07/2019 - 20:23h

   Neste sábado (13), em assembleia convocada pela App-Sindicato, os professores e servidores da rede estadual de ensino votaram pela suspensão da greve. A decisão veio um dia após a divulgação da nova proposta anunciada pelo governador Ratinho Junior. Servidores afirmam que a proposta ainda é insuficiente e que retomarão as discussões em nova assembleia marcada para o dia 10 de agosto, cinco dias após o retorno do recesso da Alep (Assembleia Legislativa do Paraná). O objetivo é que neste período se instaure uma comissão para debater a questão dos funcionários em regime PSS, que não foi contemplada no novo documento.

   A votação contou com mais de dois mil professores e funcionários reunidos em frente ao Palácio do Iguaçu, em Curitiba.

   “A maioria compreendeu que a greve foi um movimento vitorioso pela organização da categoria e a unidade dos servidores. Discordamos dos números do governo e vamos continuar acompanhando a evolução da receita que já apresenta crescimento”, avalia o presidente da APP-Sindicato, professor Hermes Silva Leão. Com a nova decisão, os trabalhadores da educação básica retornam às atividades na segunda-feira (15) e irão debater com o Seed (Secretaria da Educação) um calendário de reposição das aulas.

   “Nós vamos continuar na luta nas próximas três semanas, aguardar a abertura da Alep e acompanhar para que nesse primeiro dia já seja enviado o projeto de lei da data-base e retire o PLC 04/2019, que aborda o congelamento da carreira nas categorias”, afirma Marlei Fernandes, uma das coordenadoras do FES (Fórum das Entidades Sindicais do Paraná). 

   O objetivo é acompanhar o projeto sobre a reposição salariam e o andamento de outros pontos das negociações. Fernandes também afirma que na assembleia já marcada para o dia 10 de agosto, os servidores podem ou não votar pelo retorno da greve. “Nós vamos instaurar uma comissão que vai debater a questão dos funcionários em regime PSS para que já se tenha imediatamente um resultado sobre isso”, acrescenta. 

Fonte: Folha de Londrina
Contato: [email protected]
VOLTAR
IMPRIMIR
ENVIAR
X
Meu Nome:
Meu E-mail:
Para:
E-mail:
Mensagem: